O dente do siso pode me causar algum problema?

A resposta é sim! Os terceiros molares, popularmente conhecidos como dentes do siso, normalmente são extraídos preventivamente. Isto acontece justamente porque eles apresentam uma grande predisposição a alguns problemas:


· Pericoronarite: um problema muito comum relacionado ao dente do siso ocorre quando ele fica parcialmente coberto por gengiva e não aparece por completo na boca do paciente. Esta situação dificulta a correta higienização, levando ao acúmulo de sujeira e resíduos alimentares. Isto gera um quadro inflamatório chamado de pericoronarite. Um paciente com pericoronarite normalmente tem muita dor e desconforto na região, inchaço e limitação da abertura da boca.


· Desenvolvimento de lesões de cárie: outro problema comumente observado nos dentes do siso é a presença de cáries. Como os dentes do siso ficam numa posição de difícil acesso, são dentes difíceis de serem limpos durante a escovação dental. Deste modo, depois que eles aparecem na boca do paciente, com o passar do tempo normalmente eles acabam desenvolvendo lesões de cárie. Estas lesões de cárie vão se tornando mais profundas, podendo causar dor para o paciente.


· Reabsorção radicular do dente vizinho: o dente do siso também pode causar problemas para o dente vizinho. Muitas vezes o siso não está na posição correta (que seria com seu longo eixo na direção vertical), mas sim “completamente deitado, na horizontal, e empurrando a raiz do dente vizinho”. Neste caso, é comum que não seja possível visualizar o dente na boca do paciente (ele ainda não “saiu” para fora da gengiva) e normalmente o paciente não apresenta nenhum tipo de sintomatologia dolorosa. No entanto, isto não significa que não exista problema. A raiz do dente vizinho, que está sendo pressionada, não está “preparada” para este tipo de estímulo e pode começar a reabsorver. Em outras palavras, ela pode começar a desaparecer, o que pode prejudicar a estabilidade do dente em questão, podendo inclusive causar a sua perda.


É importante ressaltar que algumas vezes (mesmo diante dos problemas citados), não é indicado que se faça a extração dos dentes do siso. Isto pode acontecer, por exemplo, quando a extração é tecnicamente muito difícil devido à posição do dente (quando ele está “muito deitado” ou muito perto do nervo mandibular). Por isso, antes de tomar qualquer decisão é fundamental que se faça uma boa avaliação com um profissional de sua confiança. É ele que vai dizer, avaliando o seu caso especificamente, se você deve ou não extrair o dente do siso.


Caso você queira extrair o dente do siso; ou esteja procurando por um dentista em Osasco ou na região; ou ainda, se você estiver com alguma dúvida a respeito de algum tratamento que foi proposto a você, a Pabis Odontologia está à disposição para ajudar.



Este é apenas um texto informativo. Ele não substitui, em hipótese alguma, a orientação de um profissional. Toda e qualquer decisão deve ser tomada somente depois de consultar um profissional de sua confiança.

Clique no botão abaixo para agendar sua consulta via Whatsapp