Limpeza Dentária - Periodontia 

Limpeza Dental em Osasco - Limpeza Dentária em Osasco - Periodontia em Osasco

O que é Periodontia?

-

Quando se fala em saúde bucal, estamos nos referindo não só aos dentes, mas também às estrutura que estão ao lado deles. É importante perceber que que além dos dentes existe a gengiva, o ligamento periodontal (que são as fibras que “prendem” o dente ao osso) e osso (que dá firmeza e suporte ao dente). A especialidade da Odontologia que cuida da limpeza e da manutenção destas estruturas, adjacentes aos dentes, é a Periodontia. O especialista nesta área é o Periodontista.

Limpeza Dental em Osasco, Periodontista em Osasco, Profilaxia Dental em Osasco, Tratamento Periodontal em Osasco, Limpeza Dentaria em Osasco, Limpeza Dental Osasco, Periodontista Osasco, Profilaxia Dental Osasco, Tratamento Periodontal Osasco, Limpeza Dentaria Osasco, Periodontia em Osasco, Limpeza Dentes em Osasco, Dentista Limpeza Dental em Osasco

Limpeza Dental em Osasco, Periodontista em Osasco, Profilaxia Dental em Osasco, Tratamento Periodontal em Osasco, Limpeza Dentaria em Osasco, Limpeza Dental Osasco, Periodontista Osasco, Profilaxia Dental Osasco, Tratamento Periodontal Osasco, Limpeza Dentaria Osasco, Periodontia em Osasco, Limpeza Dentes em Osasco, Dentista Limpeza Dental em Osasco

É realmente necessário fazer limpeza dentária rotineiramente?

-

Sim! A profilaxia dental ou limpeza dentária periódica é muito importante para a manutenção da saúde bucal. Ela é importante, porque por mais que o paciente faça o uso correto da escova e do fio dental diariamente, é muito difícil remover totalmente os restos alimentares, sujeira e microrganismos. A medida que esta “sujeira” vai se acumulando e não é removida, ela pode causar certos problemas, como por exemplo, a gengivite ou a periodontite. 

Qual é a frequência ideal da limpeza dentária periódica?

-

A frequência com que a limpeza periódica deve ser feita varia de pessoa para pessoa. Para alguns pacientes pode ser 1 vez ao ano, no entanto existem também os pacientes que precisam voltar com mais frequência. Isto acontece, dentre outros fatores, porque os hábitos de escovação e os hábitos alimentares variam de pessoa para pessoa. Para determinar a frequência ideal para cada paciente deve-se realizar uma avaliação com um dentista de sua confiança.

Quais sintomas indicam que eu preciso fazer uma limpeza dental?

-

Pessoas que precisam realizar uma profilaxia dental normalmente apresentam os seguintes sintomas: o inchaço da gengiva, a vermelhidão da área afetada, sangramentos gengivais, mau hálito persistente, gosto ruim na boca e dores ao mastigar ou escovar os dentes. Em casos mais graves, nota-se também que o dente passa apresentar mobilidade. Dentre os sintomas relatados, talvez o que chame mais atenção dos pacientes é o sangramento. Portanto sempre fazemos questão de ressaltar: gengiva saudável não sangra!

Como a limpeza dental é feita? Quantas seções são necessárias?

-

Normalmente, em casos mais simples conseguimos limpar todos os dentes em uma única seção. Nestes casos utiliza-se uma “taça de borracha” contendo pasta profilática de uso profissional para limpar cada dente individualmente. Caso haja deposição de tártaro (sujeira calcificada) em alguma região, ele é removido com um aparelho chamado ultra-som. Além disso, também é passado o fio dental em todos os dentes e o paciente recebe orientações referentes à higiene bucal. Dependendo do caso pode-se optar pela aplicação de flúor tópico.

Já em casos mais complexos, dificilmente se consegue fazer toda a limpeza em uma seção. Em média, precisa-se de 3 a 4 seções, nas quais o procedimento é realizado por etapas. Nestes casos, normalmente há tártaro “escondido” em baixo da gengiva e por isso muitas vezes se faz necessário anestesiar a região (para que se possa realizar a limpeza adequadamente). Cada seção costuma durar em torno de 45 minutos.

Após o término de todas as seções, aconselha-se a realização de consultas de controle (a primeira pode ser após 15 dias e a segunda após 30 ou 40 dias), para verificar se o paciente está conseguindo manter os dentes limpos. Dependendo do caso pode ser necessário que o paciente volte todos os meses no consultório por um período, mas isto deve ser analisado de forma individual para cada caso.

O que é a orientação de higiene bucal?

-

Muitos dos problemas periodontais ocorrem não devido à falta de vontade em higienizar corretamente por parte do paciente; mas sim devido a falta de informações corretas sobre como realizar uma boa higienização. Por mais que pareça fácil ou elementar, o fato é que muitas pessoas nunca receberam informações sobre como escovar os dentes, qual escova e pasta dental utilizar, como passar o fio dental corretamente, utilizar ou não enxaguatório bucal ... 

Desta forma, tanto nos casos mais simples como nos casos mais complexos, é fundamental que o paciente receba orientações de higiene bucal. Assim, ele mesmo poderá limpar corretamente seus dentes para evitar o acúmulo de sujeira.

-

O que pode acontecer se a limpeza periódica não for feita?

Caso a limpeza não seja feita dentro do período programado, restos alimentares, sujeira e microorganismos começam a se acumular na superfície dental, originando uma “massa mole de sujeira”, que chamamos de placa dental. Com o passar do tempo a placa dental começa a se calcificar, ou seja, ela começa a endurecer. A placa dental calcificada (endurecida) é o que chamamos de tártaro.  Inicialmente o tártaro pode gerar uma inflamação da gengiva (gengivite), que se caracteriza pelo inchaço e vermelhidão da gengiva, dor e sangramento gengival.

Caso o quadro persiste e o tártaro não é removido, a inflamação pode progredir, atingindo tecidos além da gengiva, como por exemplo, o ligamento periodontal e o osso. Este já é um quadro mais sério, que recebe o nome de periodontite (inflamação do periodonto, que é justamente o conjunto de estruturas que rodeiam o dente: gengiva, ligamento periodontal e osso). 

À medida que o quadro de inflamatório do periodonto se agrava,  o paciente “começa a perder” os tecido que dão sustentação ao dente. Um sintoma muito caractrístico do avanço da periodontite é a a mobilidade dental. Como o dente perdeu o seu suporte ele começa a ficar mole. Existem casos, em que o dente fica tão mole que é necessário fazer sua extração. Pessoas com doença periodontal severa podem perder vários dentes caso não sejam devidamente tratadas.

*Esta é apenas uma página informativa. Ela não substitui, em hipótese alguma, a orientação de um profissional. Toda e qualquer decisão deve ser tomada somente depois de consultar um profissional de sua confiança.

Clique no botão abaixo para agendar sua consulta via Whatsapp